« Home | Bloco e JS querem legalizar casamentos 'gay' » | Lesbian couple begin marriage fight » | Dos lesbianas lusas intentan casarse aunque la ley... » | Portuguese gay couple try to marry, change law » | Casamento entre pessoas do mesmo sexo: conservador... » | JS vai apresentar diploma para legalizar casamento... » | BE apresenta projecto para permitir casamento entr... » | Jornal Nacional, TVI » | Ministro sugere esclarecimento sobre o casamento h... » | Jornal da Noite, SIC » 

quinta-feira, fevereiro 02, 2006 

Orgulho e preconceito


Casais homossexuais não conseguem fazer vingar direitos

Por Leonor Paiva Watson

João Paulo e Filipe, de 37 e 34 anos, vivem orgulhosamente juntos há dez anos e diz-lhes a experiência que o preconceito existe em todo o lado, mas é maior nas pessoas letradas, "porque funcionam de acordo com o socialmente correcto", enquanto que os outros, "os humildes, funcionam mais com o coração".

A propósito de preconceitos, mas a resvalar para a questão dos direitos, João Paulo lembra a história de um amigo que foi internado e a quem os pais proibiram a entrada do companheiro, assim que souberam que morreria. No seu caso, tal não aconteceu. "O Filipe esteve no hospital após um acidente, mas eu pude visitá-lo sempre, porque conheço muita gente naquele hospital... é que eu dei e ainda dou apoio a seropositivos", explica.

Mas esta não é a regra - e tudo o que tenha que ver com visitas hospitalares, heranças, pensões de sobrevivência, adopção "é muito complicado, para não dizer impossível", lamenta. Luís Grave Rodrigues, o advogado de Teresa e Lena, que pretendem casar-se, relembra, no entanto, que algumas destas questões colocam-se para as uniões de facto em geral. "Repare, após um casamento, uma viúva tem direito à pensão de sobrevivência; após uma união de facto, a viúva para receber essa pensão tem de pôr o Centro Nacional de Pensões em tribunal", exemplifica.

João Paulo, que percebeu ser homossexual muito cedo, depreendeu muito tarde os problemas que a sua orientação sexual poderia trazer, mas, mesmo assim, considera-se um "péssimo exemplo pela positiva", já que não se sente discriminado pela sua família ou pelos vizinhos. No entanto, não sente ainda receptividade por parte dos pais do companheiro, e isto, garante, "apenas por ser homossexual".

De resto, aguarda a resposta do conservador ao pedido de Teresa e Lena. "Se disser que sim, vou a Fátima a pé". E garante que se fosse possível casar, já o teria feito.

Jornal de Notícias

Objectivo

  • O objectivo deste blog é recolher toda a informação relativa ao casamento entre pessoas do mesmo sexo que vá sendo publicada nos principais meios de comunicação portugueses. E a informação publicada no estrangeiro sobre Portugal. Além de textos informativos também serão recolhidos textos de opinião positiva ao casamento homossexual. Este blog não tem qualquer finalidade comercial, no entanto se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo constante neste sítio comunique-nos, por favor, através do nosso e-mail, que também deve ser usado para nos enviar qualquer sugestão, dúvida ou comentário. Obrigado.
Powered by Blogger
and Blogger Templates