« Home | Jornal Nacional, TVI » | Ministro sugere esclarecimento sobre o casamento h... » | Jornal da Noite, SIC » | Casamento homossexual - Ministro da Justiça afasta... » | Desafio à lei portuguesa » | As noivas que querem mudar o Código Civil » | Um processo entre o direito da família e a Constit... » | Francisco Louçã: «Constituição foi alterada para i... » | Jorge Miranda entende que artigo 13 não se refere ... » | Duas mulheres tentam casamento » 

quarta-feira, fevereiro 01, 2006 

BE apresenta projecto para permitir casamento entre pessoas do mesmo sexo


O BE apresentou projecto no dia em que duas mulheres tentaram casar, em Lisboa

O Bloco de Esquerda apresentou hoje um projecto de lei para alterar o artigo 1577 do Código Civil que define o casamento como um contrato "entre duas pessoas de sexo diferente", a fim de permitir que os casais homossexuais se possam casar. A Juventude Socialista promete avançar em breve com um diploma semelhante.

O projecto de lei, apresentado esta tarde em conferência de imprensa no Parlamento, estabelece que "casamento é o encontro de vontades, solenemente formalizado, de duas pessoas que pretendem constituir uma família mediante uma plena comunhão de vida".

"O artigo 1577 encontra-se em situação inconstitucional", argumentou o deputado Fernando Rosas, lembrando que o artigo 13º da Lei Fundamental que proíbe qualquer discriminação com base na orientação sexual.

“Todos têm o direito de constituir família e de contrair casamento em condições de plena igualdade”, declarou o deputado, lembrando que as uniões de facto entre duas pessoas do mesmo sexo, permitidas por lei desde 2001, não reconhecem o direito à adopção, comunhão de bens ou à herança no caso de morte de um dos companheiros.

"Esta iniciativa vai responder a um problema que está colocado na sociedade e que tem de ser resolvido. Há inúmeros cidadãos que desejam contrair entre si o casamento e que não o podem fazer", justificou ainda o deputado.

Também presente na conferência de imprensa, a deputada Helena Pinto escusou-se a comentar o facto de tanto o PS como o PSD não considerarem que esta é uma questão prioritária, limitando-se a sublinhar que para o BE a discussão sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo é “uma das prioridades da sociedade”.

"Achamos que a sociedade portuguesa está madura para este tipo de transformação", completou Fernando Rosas.

Também o secretário-geral da Juventude Socialista anunciou que a estrutura vai apresentar em breve um diploma no Parlamento com o mesmo objectivo. Em declarações à Lusa, Pedro Nuno Santos explicou que está a negociar com a direcção da bancada socialista uma data para a discussão do diploma de alteração ao Código Civil, sublinhando que este é uma intenção antiga da JS.

PSD e PS desvalorizam questão

Contudo, a questão é desvalorizada pelos dois partidos com maior representação no Parlamento. Em declarações à edição de hoje do PÚBLICO, o deputado Vitalino Canas, porta-voz do PS, considerou que a legalização dos casamentos homossexuais não é um tema “prioritário”.

Por seu lado, o deputado social-democrata Pedro Duarte afirmou que a extensão do casamento a pessoas do mesmo sexo “não é pertinente” e poderá servir para “criar rupturas na sociedade portuguesa”.

A apresentação do diploma proposto pelo BE coincide com a tentativa de duas mulheres - Teresa e Lena – de celebrarem o seu casamento na 7ª Conservatória do Registo Civil de Lisboa.

Confrontado com a iniciativa - a primeira do género alguma vez realizada em Portugal - o conservador anunciou que vai comunicar a decisão amanhã. Caso o conservador se recuse a casá-las (como é previsível) o advogado das duas mulheres irá recorrer da decisão, invocando a inconstitucionalidade do artigo 1577 do Código Civil.

Em simultâneo, as associações de defesa dos direitos de gays e lésbicas vão entregar, no próximo dia 16, uma petição no Parlamento exigindo a alteração do Código Civil, mas nada obriga a Assembleia a debater ou a votar esta tipo de iniciativa.

Público

Objectivo

  • O objectivo deste blog é recolher toda a informação relativa ao casamento entre pessoas do mesmo sexo que vá sendo publicada nos principais meios de comunicação portugueses. E a informação publicada no estrangeiro sobre Portugal. Além de textos informativos também serão recolhidos textos de opinião positiva ao casamento homossexual. Este blog não tem qualquer finalidade comercial, no entanto se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo constante neste sítio comunique-nos, por favor, através do nosso e-mail, que também deve ser usado para nos enviar qualquer sugestão, dúvida ou comentário. Obrigado.
Powered by Blogger
and Blogger Templates