« Home | Casamentos gay dividem populares » | Petição reivindica casamento entre pessoas do mesm... » | PP espanhol leva casamentos gay ao Tribunal consti... » | Petição pelo casamento gay » | Madrid vai organizar Festival Europeu de Orgulho G... » | Ilga entrega petição na AR » | Um terço dos italianos favorável ao casamento gay » | Extrema-direita acusa Governo de ceder ao "lobby g... » | Duzentas pessoas "contra o lóbi gay" » | Petição a favor do casamento de homossexuais » 

sábado, outubro 01, 2005 

Califórnia veta casamento homossexual

Governador vetou lei que autorizava casamento porque esta 'trazia confusão'. Arnold Schwarznegger diz que lei contraria a vontade do povo.

Por Ângela Marques

O governador republicano da Califórnia, o actor Arnold Schwarzennerg, cumpriu à letra a promessa de vetar formalmente a lei que autorizava o casamento entre homossexuais, aprovada no congresso estadual, de maioria democrata. Schwarzenegger explicou o veto - que aconteceu na quinta-feira, dia em que vetou outras 51 leis - com o facto de "a proposta de lei apenas trazer confusão a um problema constitucional".

Em comunicado, o governador da Califórnia justifica "Se a proibição do casamento homossexual é inconstitucional, esta proposta não é necessária. Se a proibição é constitucional, a lei é ineficaz." A decisão de não promulgar a proposta de lei 849, aprovada por 41 votos contra 35 no congresso californiano no início de Setembro, não surpreendeu as associações norte-americanas de defesa dos direitos homossexuais. Isto porque a sua porta-voz, Margita Thompson, já tinha anunciado que o governador republicano iria rejeitá-la "por respeito pela vontade do povo".

Schwarzgenner diz acreditar que os casais homossexuais têm direito a uma "total protecção ao abrigo da lei e não devem ser discriminados", mas que a promulgação da lei em causa iria contrariar os resultados de um referendo realizado em 2000 - há cinco anos, a maioria dos eleitores aprovaram em referendo um texto que definia o casamento como uma união entre um homem e uma mulher. A porta-voz de Swarznegger sublinhou à comunicação social que o governador respeita essa decisão e que considera que a questão do casamento homossexual deve ser definida por uma sentença judicial ou por um novo referendo.

Nos Estados Unidos, 34 estados recusaram já, em referendo, a legalização dos casamentos homossexuais - em vigor no Massachusetts. A união de facto, no entanto, é aceite no Vermont e em New Jersey. Na União Europeia, o casamento entre homossexuais é legal em Espanha, na Bélgica, na Holanda e na Dinamarca. Em Portugal, a Associação Ilga lançou há duas semanas uma petição que promove a revisão do Código Civil português para que casais de pessoas do mesmo sexo possam ter acesso ao casamento civil. A associação pretende recolher quatro mil assinaturas que serão entregues ao presidente da Assembleia da República em Novembro. Isto para que "o casamento não seja um privilégio de casais heterossexuais", explica o documento.

Publicado no Diário de Notícias.

Objectivo

  • O objectivo deste blog é recolher toda a informação relativa ao casamento entre pessoas do mesmo sexo que vá sendo publicada nos principais meios de comunicação portugueses. E a informação publicada no estrangeiro sobre Portugal. Além de textos informativos também serão recolhidos textos de opinião positiva ao casamento homossexual. Este blog não tem qualquer finalidade comercial, no entanto se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo constante neste sítio comunique-nos, por favor, através do nosso e-mail, que também deve ser usado para nos enviar qualquer sugestão, dúvida ou comentário. Obrigado.
Powered by Blogger
and Blogger Templates