« Home | Petição a favor do casamento de homossexuais » | Associação Ilga abre petição pelos casamentos entr... » | Abaixo-assinado contra manifestação 'antigay' » | Associações contra protesto de Extrema-direita » | Governo Civil de Lisboa autoriza manifestação cont... » | Consenso nos apoios à comunidade homossexual » | Schwarzenegger impede uniões gay » | Que bela ideia! » | Estrangeiros podem casar » | "Há uma diferença fascinante a muitos níveis entre... » 

domingo, setembro 18, 2005 

Duzentas pessoas "contra o lóbi gay"

» Extrema-direita: Manifestação acaba ao som do hino nacional e com saudação nazi. Palavras de ordem de intolerância visaram homossexuais.

Por Clara Vasconcelos

Cerca de duzentas pessoas, maioritariamente do sexo masculino, desfilaram ontem, do Parque Eduardo VII até ao Marquês de Pombal contra o "lóbi gay", a adopção de crianças por casais homossexuais e a pedofilia. A manifestação, organizada pelo Partido Nacional Renovador (extrema-direita), acabou ao som do hino nacional e da saudação nazi.

Apesar de os dirigentes insistirem na ideia de que a manifestação não era contra os gays, mas contra a sua crescente "influência na política e na comunicação social", ouviram-se, por diversas vezes, gritos, isolados, de "morte aos paneleiros". Na faixa de pano que encabeçava a manifestação, podia ler-se que os "gays não são homens nem são nada". Outros cartazes, como aquele junto a um carrinho de bebé, que dizia "Se o meu pai fosse gay, eu não estava aqui", ou "Pela família tradicional, pelo bem de Portugal", eram ostentados pelos manifestantes, quase todos homens e jovens.

"Maricas"

Vestidos de negro, alguns dos jovens traziam camisolas onde se podia ler "morte aos traidores", mas não quiseram explicar a quem se referiam. Apesar de os dirigentes terem esclarecido que não são "burros" e que sabem muito bem que homossexualidade não é igual a pedofilia, como insinuou o Bloco de Esquerda, numa das faixas, os manifestantes sustentavam que 80% dos homossexuais são pedófilos.

José Pinto Coelho, presidente do PNR, fez um discurso ainda no Parque Eduardo VII, antes do desfile, onde lembrou que também é candidato à Câmara Municipal de Lisboa e que, com ele à frente da autarquia, não haverá "nem mais um tostão para os maricas".

O PNR argumenta que a esmagadora maioria dos portugueses está de acordo com estas teses, mas "têm medo" de se juntar a uma manifestação organizada por um partido que "os homossexuais e a comunicação social mentirosa" associa à extrema direita. "Perguntem a qualquer português se gostaria de ver o filho chegar a casa com o namoradinho", exortou.

Os manifestantes escolheram o Parque Eduardo VII para esta manifestação, que também visou a pedofilia. O secretário geral do Partido, Humberto Oliveira, pediu mesmo a pena máxima (25 anos) para este tipo de crimes. Junto à estátua de Botero ("Maternidade"), colocaram um ramo de flores brancas em nome de todas as crianças vítimas de abusos sexuais.

Durante o desfile, gritaram "homossexual, imoral; nunca, nunca em Portugal" e "pedofilia, não; pedófilos para a prisão". No Marquês, Humberto Oliveira, secretário geral do PNR, disse que recebeu telefonemas de pessoas do CDS e da Nova Democracia, manifestando o seu acordo com o protesto, mas dizendo que não poderiam associar-se, dada a conotação com a extrema-esquerda.

Esta manifestação surge no mesmo dia em que outras, do género, ocorreram noutros países europeus. Em Bruxelas, por exemplo, os manifestantes reuniram-se sob o lema "Papá, mamã e eu" para protestar contra a adopção de crianças por casais homossexuais.

Publicado no Jornal de Notícias.

Objectivo

  • O objectivo deste blog é recolher toda a informação relativa ao casamento entre pessoas do mesmo sexo que vá sendo publicada nos principais meios de comunicação portugueses. E a informação publicada no estrangeiro sobre Portugal. Além de textos informativos também serão recolhidos textos de opinião positiva ao casamento homossexual. Este blog não tem qualquer finalidade comercial, no entanto se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo constante neste sítio comunique-nos, por favor, através do nosso e-mail, que também deve ser usado para nos enviar qualquer sugestão, dúvida ou comentário. Obrigado.
Powered by Blogger
and Blogger Templates