« Home | Boda gay em programa infantil suscita controvérsia... » | El País Retirado encarte 'homofóbico' » | A síndrome de Viseu » | "Rosto 'gay' do PSOE" » | "Maricón" em Guadarrama » | 'Gays' e lésbicas tiveram "sorte com Zapatero" » | Irão os homossexuais casar-se? » | JSD de Leiria quer casamento entre homossexuais na... » | Maioria aprova casamentos entre pessoas do mesmo s... » | Cardeal indigna homossexuais » 

segunda-feira, maio 30, 2005 

Corpos de bebés "em lixeiras"

Críticas. Reitor do Santuário de Fátima escreve texto cáustico

Por João Figueira

O reitor do Santuário de Fátima, Luciano Guerra, lançou um conjunto de críticas sem paralelo na Igreja portuguesa contra os casamentos entre homossexuais e a despenalização do aborto. "Os contentores de resíduos hospitalares vão transbordar de crianças mortas", afirma no editorial do último número do jornal "Voz de Fátima" Luciano Guerra, para quem "o aborto clandestino sempre acontecerá, porque ainda acontece nos países que o despenalizaram".

Sob o título "Grandes rombos na Europa", o reitor do Santuário escreve que "corpos esquartejados de bebés vão aparecer em lixeiras de toda a espécie ao olhar horrorizado ou faminto de pessoas e animais". Mais estas imagens, sustenta o mesmo responsável, "serão mais numerosas à maneira que o aborto deixar de ser considerado crime".

As suas críticas estendem-se, ainda, ao facto de as mulheres que abortam recorrerem aos hospitais públicos, "onde teoricamente tudo se faz de graça, mas onde as listas de espera continuam a ser regra, até em urgências mais urgentes que acabam na morgue".

Face ao quadro por si desenhado, monsenhor Luciano Guerra entende que "talvez já tarde dar-nos-emos conta de que, não podendo evitar todos os sofrimentos, há que ter dó antes de mais dos inocentes assassinados sem chegarem ao menos a ver a luz do sol".

O reitor do Santuário ataca, também, o Parlamento europeu, que "amanhã poderá impor a união entre homossexuais". Daí admitir como possível que, "dentro de pouco tempo, tenhamos visitas de Estado ao mais alto nível, em que uma rainha, talvez sem herdeiros, dará o braço a outra senhora com estatuto de esposa, ambas de mão na mão, e o Presidente barbudo de uma grande República se fará acompanhar maritalmente de um outro cavalheiro que pode ser (sem ironia!) o presidente do Parlamento".

Publicado no Diário de Notícias.

Objectivo

  • O objectivo deste blog é recolher toda a informação relativa ao casamento entre pessoas do mesmo sexo que vá sendo publicada nos principais meios de comunicação portugueses. E a informação publicada no estrangeiro sobre Portugal. Além de textos informativos também serão recolhidos textos de opinião positiva ao casamento homossexual. Este blog não tem qualquer finalidade comercial, no entanto se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo constante neste sítio comunique-nos, por favor, através do nosso e-mail, que também deve ser usado para nos enviar qualquer sugestão, dúvida ou comentário. Obrigado.
Powered by Blogger
and Blogger Templates