« Home | Espanha aprova casamento entre homossexuais » | Congresso espanhol aprova casamento entre homossex... » | IRS discrimina gays » | Pelo menos uma vez... » | Catalunha aprova adopção de crianças por casais ho... » | Tribunal de São Francisco declara inconstitucional... » | Juiz apoia união de homossexuais » | Espanhóis continuam a preferir Zapatero após um an... » | BE defende casamento gay » | Portugal penaliza bastante solteiros face aos casa... » 

sexta-feira, abril 22, 2005 

Homossexuais já podem casar e adoptar crianças

» Espanha Congresso aprovou o matrimónio entre pessoas do mesmo sexo. Bispos argumentam que decisão "prejudica o bemcomum".


O dia de ontem foi pautado por inúmeras manifestações

O Congresso Espanhol, aprovou, ontem, a lei que permitirá o matrimónio entre pessoas do mesmo sexo. A Espanha passa a ser o terceiro país do mundo a permitir o casamento entre homossexuais, tendo sido a alteração do Código Civil - proposta pelos socialistas - aprovada pela maioria dos partidos, excepto o Popular.

O novo documento muda o Código Civil em 16 pontos, dos quais se destaca a substituição de expressões como "marido e mulher" por "cônjuges"; ou "pai e mãe" por "progenitores". De salientar, ainda, o artigo 44, onde se lê "O matrimónio terá os mesmas obrigações e deveres, sendo os cônjuges do mesmo ou de diferente sexo".

Este ponto levanta a questão da adopção de crianças por casais homossexuais. A partir do momento em que estes casais têm exactamente os mesmos direitos, então, a adopção passará a ser um deles. A conclusão levantou alguma celeuma, já que representantes da igreja católica, ortodoxa e judia resolveram exigir ao Governo, sobre esta matéria, mais "reflexão, diálogo e consenso". Acrescentaram, ainda , que este tipo de casamento "desfigura a instituição do matrimónio em algo tão elementar como é a sua constituição por um homem e uma mulher". Os bispos espanhóis reagiram igualmente de forma negativa, argumentando que esta nova lei "prejudica o bem comum".

Livre escolha da felicidade

No debate, o ministro da Justiça, Juan Lopez Aguilar, defendeu que agora estão finalmente reunidas as condições para se ultrapassar "uma discriminação que afecta direitos e liberdades", para se legitimar "a livre escolha em busca da felicidade... um direito fundamental não escrito".

A medida foi ainda saudada pela Associação Coordenadora Gay-Lésbica da Catalunha - que agrupa a maioria das entidades e associações de homossexuais - que considera esta aprovação "o respeito pelo princípio constitucional da igualdade, que deve ser para todas as pessoas".

O dia de ontem foi marcado pelas inúmeras manifestações, pró e contra a decisão, em Madrid.

Apenas o Partido Popular não aprovou a nova lei

O congresso aprovou o casamento entre homossexuais com 183 votos, contra 136 e seis abstenções. A alteração causou simpatia namaioria dos deputados, excepto os do Partido Popular (PP). Agora, o texto será remetido para o Senado, sendo que regressará, depois, ao Congresso. As previsões indicam que em meados do mês de Junho será, definitivamente, ratificado. Sobre tudo isto, o primeiro ministro espanhol, Luís Zapatero, diz que aceitará qualquer opinião do papa Bento XVI.

Publicado no Jornal de Notícias.

Objectivo

  • O objectivo deste blog é recolher toda a informação relativa ao casamento entre pessoas do mesmo sexo que vá sendo publicada nos principais meios de comunicação portugueses. E a informação publicada no estrangeiro sobre Portugal. Além de textos informativos também serão recolhidos textos de opinião positiva ao casamento homossexual. Este blog não tem qualquer finalidade comercial, no entanto se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo constante neste sítio comunique-nos, por favor, através do nosso e-mail, que também deve ser usado para nos enviar qualquer sugestão, dúvida ou comentário. Obrigado.
Powered by Blogger
and Blogger Templates