« Home | Juiz apoia união de homossexuais » | Espanhóis continuam a preferir Zapatero após um an... » | BE defende casamento gay » | Portugal penaliza bastante solteiros face aos casa... » | Divórcio «gay» » | Violência entre homossexuais próxima da registada ... » | Episódio 'gay' de 'Os Simpsons' agarra americanos ... » | Casamento gay em episódio de "Os Simpsons" » | 'The Economist' chega ao milhão de revistas vendid... » | A invenção do namoro e outras ficções felizes » 

quarta-feira, março 16, 2005 

Tribunal de São Francisco declara inconstitucional a proibição de casamento entre homossexuais

Por Rita Siza, Washington

O Tribunal Superior do Condado de São Francisco, Califórnia, acaba de decretar que a proibição do casamento entre indivíduos do mesmo sexo é inconstitucional, porque viola as disposições da lei fundamental do estado, nomeadamente a cláusula que estabelece a protecção da igualdade entre os dois sexos.

A decisão acontece na sequência de um processo interposto pela cidade de São Francisco e vários grupos de defesa dos direitos dos homossexuais contra o estado da Califórnia, que em Agosto de 2004 anulou mais de 4000 licenças de casamento emitidas pela câmara de São Francisco a casais homossexuais.

Quando o mayor de São Francisco, Gavin Newson, aprovou a realização de casamentos de casais homossexuais em Fevereiro de 2004, a câmara local recebeu milhares de pedidos para a legalização das uniões de casais do mesmo sexo. No entanto, em Agosto do mesmo ano, o Supremo Tribunal da Califórnia anulou todas as licenças entretanto emitidas, alegando que a autorização do mayor de São Francisco exorbitava a sua autoridade e as suas competências em termos de registo civil.

A cidade de São Francisco, acompanhada por grupos como a União Americana para as Liberdades Civis ou o Centro Nacional para os Direitos das Lésbicas, recorreu da decisão, recentrando o caso em termos de direitos jurídicos. Os seus argumentos foram reconhecidos pelo juiz Richard Kramer do Tribunal Superior do Condado de São Francisco, que considerou a proibição do casamento entre pessoas do mesmo sexo "uma arbitrariedade impermissível" em clara violação dos preceitos da Constituição estadual.

O juiz rejeitou o argumento da Procuradoria-Geral da Califórnia, que alegou que a legislação que reconhece o estado de união de facto entre casais homossexuais demonstra que não existe discriminação baseada nas opções sexuais. No entanto, o juiz considerou que o Estado não tinha qualquer motivo legal ou racional para limitar a legalização do casamento a casais constituídos por um homem e uma mulher.
A decisão do juiz Richard Kramer ainda é passível de recurso e é esperado que o caso chegue até ao Supremo Tribunal da Califórnia. Enquanto não houver uma decisão final, a câmara de São Francisco continua a não poder realizar casamentos entre pessoas do mesmo sexo. Várias organizações religiosas e conservadoras que contestam o casamento entre homossexuais já anunciaram a sua intenção de contestar a decisão, anunciando que, se o Supremo legislar no mesmo sentido, vão apresentar uma proposta de emenda da Constituição da Califórnia.

Publicado no Público.

Objectivo

  • O objectivo deste blog é recolher toda a informação relativa ao casamento entre pessoas do mesmo sexo que vá sendo publicada nos principais meios de comunicação portugueses. E a informação publicada no estrangeiro sobre Portugal. Além de textos informativos também serão recolhidos textos de opinião positiva ao casamento homossexual. Este blog não tem qualquer finalidade comercial, no entanto se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo constante neste sítio comunique-nos, por favor, através do nosso e-mail, que também deve ser usado para nos enviar qualquer sugestão, dúvida ou comentário. Obrigado.
Powered by Blogger
and Blogger Templates