« Home | Portugal penaliza bastante solteiros face aos casa... » | Divórcio «gay» » | Violência entre homossexuais próxima da registada ... » | Episódio 'gay' de 'Os Simpsons' agarra americanos ... » | Casamento gay em episódio de "Os Simpsons" » | 'The Economist' chega ao milhão de revistas vendid... » | A invenção do namoro e outras ficções felizes » | Associação cívica pede processo-crime contra padre... » | Igreja aperta cerco à anulação de uniões » | Cartoon de Bandeira » 

sábado, março 12, 2005 

BE defende casamento gay

Entrevista de Inês David Bastos a Helena Pinto, deputada do Bloco de Esquerda

Quais as áreas a que pretende dedicar-se enquanto deputada?

A minha experiência e o trabalho que realizei está muito ligado às questões sociais, à luta contra a pobreza e a exclusão social, aos direitos das mulheres e ao papel dos movimentos cívicos.

Há alguma proposta que considere prioritária?

Combater aquela que é uma das maiores facturas sociais impostas por três anos de governação da direita a privatização da gestão de 31 hospitais públicos. A qualidade de um serviço público de saúde é uma das condições que define a democracia.

A bancada do BE deve manter o princípio da rotatividade?

O facto de o grupo ter aumentado para oito deputados e de ser à partida paritário não coloca com a mesma premência a questão da rotatividade. No entanto, em matérias em que exista a necessidade de pessoas que tragam uma mais valia técnica, como a saúde, penso que ela terá lugar.

Acha que a convivência com o PS, que detém maioria absoluta, será fácil?

Será uma convivência política. Estaremos disponíveis para contribuir para a resolução dos grandes problemas nacionais, como o desemprego, a exclusão social, a educação e a saúde. Faremos sempre oposição às propostas que vão no sentido do continuismo político das medidas neo-liberais.

Que propostas do PS o Bloco nunca apoiará?

As privatizações na saúde, o aumento de impostos, a submissão ao PEC e o não compromisso sobre a data para o referendo ao aborto.

O salário dos deputados deve ser aumentado?

A prioridade deve ser a actualização do salário dos trabalhadores.

O BE deve avançar com a proposta do casamento entre homossexuais?

Somos favoráveis a uma alteração da legislação em vigor, conformando-a com o preceito constitucional de não discriminação em função da orientação sexual.

O BE tem terreno para crescer mais?

Claro, o BE é uma força em crescimento porque corresponde aos ensejos de uma nova esquerda em Portugal.

Publicada no Diário de Notícias.

Objectivo

  • O objectivo deste blog é recolher toda a informação relativa ao casamento entre pessoas do mesmo sexo que vá sendo publicada nos principais meios de comunicação portugueses. E a informação publicada no estrangeiro sobre Portugal. Além de textos informativos também serão recolhidos textos de opinião positiva ao casamento homossexual. Este blog não tem qualquer finalidade comercial, no entanto se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo constante neste sítio comunique-nos, por favor, através do nosso e-mail, que também deve ser usado para nos enviar qualquer sugestão, dúvida ou comentário. Obrigado.
Powered by Blogger
and Blogger Templates