« Home | Igreja critica política social de Madrid » | Sócrates contra posições de pároco » | Em defesa dos referendos para destituir políticos » | Perguntas para Uma Legislatura: Partidos com abert... » | Estado social e casamento 'gay' » | Governo do Canadá Quer Legalizar Casamento Homosse... » | Casamento de homossexuais » | «Defesa de valores de direita ou pura chicana polí... » | Devem os homossexuais ter direito a casar e adopta... » | Paulo Portas rejeita casamentos homossexuais » 

segunda-feira, fevereiro 07, 2005 

Em defesa dos 'bons costumes'

Por Kátia Catulo

Católicos estão contra o casamento de homossexuais

O apelo feito ontem pelo pároco da Igreja de São João de Brito, para que os portugueses não votem nos partidos defensores do aborto, a eutanásia e os direitos dos homossexuais, tem por base um comunicado da Conferência Episcopal. Na homilia, o padre Loreno defendeu que um cristão deve seguir uma ética que não seja contraditória consigo próprio "A vida cristã promove a vida humana desde a concepção até à morte natural. Aborto nunca, eutanásia nunca!"

Na missa, transmitida pela emissora de rádio pública, o clérigo criticou também todos os partidos que defendem o casamento entre homossexuais. Mais uma vez, justificou-se com a doutrina da Igreja Católica para defender a posição "A ética cristã reprova que seja equiparada à família uma união de um homem com outro homem, de uma mulher com outra mulher. A mesma ética reclama que a aliança matrimonial seja indissolúvel. Poligamia nunca, divórcio nunca", concluiu o padre Loreno.

A Igreja recusou, no entanto, comentar o conteúdo da homilia do padre Loreno, não esclarecendo se esta é também a sua posição.O Patriarcado de Lisboa remeteu a resposta para o seu site na Internet.

Isto é, e de acordo com o comunicado da Conferência Episcopal, divulgado em Dezembro de 2004,"o pluralismo político dos católicos não pode ser confundido com relativismo moral".

A Conferência Episcopal salienta que, "perante exigências éticas fundamentais e irrenunciáveis (...), os crentes têm, efectivamente, de saber que está em jogo a essência da ordem moral, que diz respeito ao bem integral da pessoa". Por outro lado, defende a Igreja, a "abstenção é reprovada e considerada uma grave omissão dos deveres de uma consciência católica". De acordo com o documento, o primeiro dever dos cristãos é a "participação responsável".

Embora reconheça que "a ninguém é permitido invocar exclusivamente a favor da própria opinião a autoridade da Igreja", o Patriarcado de Lisboa não poderá argumentar que o pároco de São João de Brito agiu isoladamente. O padre Loreno mais não fez do que repetir a linha doutrinal da Igreja.

Publicado no Diário de Notícias.

Objectivo

  • O objectivo deste blog é recolher toda a informação relativa ao casamento entre pessoas do mesmo sexo que vá sendo publicada nos principais meios de comunicação portugueses. E a informação publicada no estrangeiro sobre Portugal. Além de textos informativos também serão recolhidos textos de opinião positiva ao casamento homossexual. Este blog não tem qualquer finalidade comercial, no entanto se alguma entidade se sentir lesada ou não permitir a utilização de algum conteúdo constante neste sítio comunique-nos, por favor, através do nosso e-mail, que também deve ser usado para nos enviar qualquer sugestão, dúvida ou comentário. Obrigado.
Powered by Blogger
and Blogger Templates